fbpx

Esteja aberto para receber ajuda!

Em tempos de quarentena, encontramos muitas ações que objetivam ajudar o próximo. Mas, esteja aberto para receber ajuda!

Como consultora de negócios e professora, ofereci treinamento em finanças e consultoria para pequenos negócios. Tudo sem custo, pois entendi que eu deveria apoiar nesse momento.

Porém, confesso aqui minha frustração, afinal poucos participantes enviaram as atividades feitas…a desculpa de muitos era a falta de tempo para fazer o que fora pedido.

E me pergunto se em tempos de quarentena, não há tempo para fazer o que é preciso, planejar o que é necessário e mudar o que é imprescindível, quando haverá esse tempo…

Quero aproveitar e parabenizar aqueles que fizeram as atividades e como resultado, conseguiram a ajuda que precisavam. Estar apoiando e ajudando é um grande privilégio.

Diante de tudo isso, me lembrei da parábola do Homem que rezava.

Compartilho a mesma para uma reflexão de todos nós, porque quando pedimos ajuda, precisamos estar abertos para recebê-la!

Certa vez, houve uma enchente numa cidade, e uma casa, construída numa baixada, começou a ser inundada. Nela havia apenas um homem.

Este senhor começou a rezar para a chuva parar. Mas a chuva não parava. E ele rezava pedindo a Deus que parasse a chuva. Entretanto, a água foi subindo… até chegar à sua cintura.

Apareceu uma canoa. O canoeiro gritou: “Ei! Entre aqui!” Ele disse: “Não! Estou rezando e o Senhor vai me ajudar”. E a água subindo.

Logo ele teve de subir no guarda-roupa. Apareceu um barco a motor. Chamaram-no, mas ele deu a mesma resposta.

Minutos depois, o homem teve de subir em cima do telhado. E a chuva não parava, nem ele parava de pedir para Deus parar a chuva.

Com a água já nos joelhos, apareceu um helicóptero. Desceram uma cadeirinha até ele numa corda.

Mas ele deu sinal que não ia, porque estava rezando para a chuva parar.

Aconteceu que a chuva aumentou, o homem foi levado pela correnteza, não sabia nadar e morreu afogado.

Logo que chegou ao Céu, já foi brigando com o primeiro que encontrou, que foi S. Pedro: “Deus não atendeu à minha oração!” disse ele.

S. Pedro respondeu: “Como não atendeu, filho, se Deus lhe mandou a canoa, o barco a motor e até o helicóptero?”

“Pedi e vos será dado. Procurai e achareis.

Batei e a porta vos será aberta. Pois todo aquele que pede recebe; quem procura encontra; e a quem bate a porta será aberta” (Mt 7,7-12).

Um grande abraço!

Luciana Roberta de Moura

Professora e Consultora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *